Atletas do Instituto Gabriel Medina treinam firme para próximos compromissos da temporada 2019

Atletas do Instituto Gabriel Medina treinam firme

para próximos compromissos da temporada 2019

DEPOIS DOS TÍTULOS COMEMORADOS NO RIP CURL GROM SEARCH NO

INÍCIO DESTE ANO, UM DOS OBJETIVOS É O HANG LOOSE SURF ATTACK

Depois de comemorar os dois principais títulos do Rip Curl Grom Search, no início deste ano, os atletas do Instituto Gabriel Medina (IGM) treinam firme para os próximos compromissos da temporada. Entre os objetivos está o Hang Loose Surf Attack, outro importante circuito de base do País e que a equipe fez bonito na edição de 2018. O time também se preparara para competir “em casa” no Sebastianense e alguns dos surfistas mais velhos já almejam voos mais altos, em etapas do QS.

Antes do Hang Loose Surf Attack, previsto para começar em junho, o IGM terá Sophia Medina competindo na final internacional do Rip Curl Grom Search, na Costa Rica, em maio. Ela será uma das representantes da América do Sul e pode seguir o mesmo caminho do irmão Gabriel Medina, que faturou esse mesmo evento em 2010, na Austrália. Para a preparação para a temporada, a garotada treina, de segunda a sexta-feira no mar, na piscina e na academia bem equipada.

No IGM, com sede de frente para o mar, na Praia de Maresias, em São Sebastião, os atletas têm duas horas diárias de surf, inclusive com simulação de baterias e outras situações encontradas em campeonatos. Também contam com vídeo-análise das ondas surfadas, natação, funcional e aulas especiais de apneia, com o mestre Christian Dekequer, da Apneia Surf Brasil, ficando preparados para enfrentar situações adversas no mar.

Além disso, os novos talentos têm aulas de inglês, numa parceria com a Wizard Idiomas, acompanhamento psicológico, retaguarda fisioterápica e tratamento odontológico, com o Instituto Horliana, inclusive com a instalação de aparelhos ortodônticos, visando a saúde e, consequentemente, benefício direto à performance esportiva. “Oferecemos uma estrutura para que os nossos atletas tenham uma preparação eficaz para atingirem melhores resultados e cada vez mais se destacarem no cenário nacional”, afirma o diretor do IGM, Márcio Yagui.

“A proposta da Família Medina é garantir à nova geração do surf a mesma metodologia que é aplicada com o Gabriel Medina e que vem dando certo. Graças aos nossos patrocinadores e à Lei de Incentivo ao Esporte, conseguimos manter essa sede, que já se tornou referência em treinamento de base”, reforça Yagui.

A expectativa é que o IGM participe do Hang Loose Surf Attack com sua força total. No ano passado, a equipe garantiu três dos seis títulos individuais do tradicional campeonato. Sophia Medina faturou a inédita categoria feminina sub16, garantindo à família mais um feito histórico; Daniel Adisaka levou na sub18 (já havia erguido o troféu da sub16 em 2017) e Caio Costa foi o campeão da sub14, além de ter terminado empatado em primeiro lugar no ranking da sub16 (sendo superado no desempate). Murillo Coura e Guilherme Fernandes também terminaram o Circuito na segunda colocação da sub12 com a mesma pontuação. Outra importante referência foi na sub14, com sete atletas entre os 10 melhores do ano.

Já no início deste ano, no Rip Curl Grom Search, outro campeonato referência de base no Brasil, o IGM garantiu, nada menos, que os dois principais títulos, com Caio Costa, campeão mirim e Sophia Medina, bicampeã feminina, ambos para atletas com até 16 anos. Com as conquistas, os dois serão os representantes do Brasil na final mundial do evento, em 2020, em algum lugar do Mundo.

Para completar a festa, o time teve nove atletas nas quatro finais da etapa final, no Rio de Janeiro, com três vitórias. Na mirim, a decisão foi 100% do Instituto, com Diego Aguiar, vencedor, Caio Costa em segundo, Rodrigo Saldanha em terceiro e Sunny Pires em quarto.

Na feminina, Sophia venceu a disputa para garantir seu segundo título seguido, com Isabela Saldanha fazendo dobradinha, em segundo lugar, e Sophia Gonçalves, em quarto. Já entre os caçulas da grommet (sub12), Murillo Coura foi o vencedor, com Ryan Coelho em quarto lugar, a mesma colocação que Guilherme Fernandes garantiu na iniciante (sub14).

Ainda nas comemorações, Didi Aguiar terminou como vice-campeão da mirim, categoria que o IGM teve seis atletas entre os dez melhores da temporada. Murillo Coura foi o segundo do ranking grommet e também o quarto na categoria acima, a iniciante, onde Sunny Pires ficou em terceiro e Guilherme Fernandes em quinto. No total, foram 23 atletas do IGM competindo, mais uma marca expressiva e que consolida o trabalho sério, criado do sonho de Gabriel Medina e sua família.


FOTOS DIVULGAÇÃO. CRÉDITO: CACO REIS/IGM E FÁBIO MARADEI


Divulgação e créditos por: FMA NOTÍCIAS Fábio Maradei

(Visited 101 times, 1 visits today)
E ai gostou? Então nos ajude divulgando nosso trabalho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.