Claro Open Pro – Copa Tubos QS 3000 define o campeão neste domingo no Peru

Claro Open Pro – Copa Tubos QS 3000 define o campeão neste domingo no Peru

Os brasileiros são maioria com quatro classificados para as quartas de final que terá dois franceses que bateram todos os recordes em Señoritas, um da Costa Rica e o peruano Carlo Zapata

Carlo Zapata (PER) (Foto: Ricardo Malaver)

Um grande público lotou a praia de Señoritas para torcer para os peruanos no sábado e vibrou bastante com a classificação de Carlo Zapata para o domingo decisivo do Claro Open Pro – Copa Tubos QS 3000 em Punta Hermosa. Só que ele foi o único e os brasileiros são maioria com Alex Ribeiro, Ian Gouveia, Heitor Alves e Marcos Correa, passando para as quartas de final que vão abrir o último dia, às 9h00 no Peru, 11h00 em Brasília. Mas, os destaques foram os dois franceses que bateram todos os recordes no sábado, Gatien Delahaye e Marc Lacomare com nota 9,43 e 16,60 pontos. A última vaga ficou com o costa-ricense Carlos Muñoz.

Carlos Munoz (CRI) (Foto: Ricardo Malaver)

O peruano Carlo Zapata vai disputar a primeira bateria do dia com Alex Ribeiro, que já subiu da quinta para a terceira posição no ranking mundial do WSL Qualifying Series e assume o segundo lugar se vencer o Claro Open Pro – Copa Tubos QS 3000. O duelo seguinte será entre Heitor Alves e o francês Gatien Delahaye. O recordista absoluto no pointbreak de Señoritas, Marc Lacomare, entra na terceira quarta de final com Carlos Muñoz e a última bateria ficou formada por dois brasileiros, Ian Gouveia e Marcos Corrêa.

A primeira batalha por vagas nas quartas de final também foi 100% brasileira e o cearense Heitor Alves largou na frente numa boa onda que valeu 7,43. O outro ex-top da elite do CT da bateria, Alex Ribeiro, começou bem com 5,67 e depois usou toda a potência do seu surfe nas esquerdas perfeitas de Señoritas para ganhar uma nota 7,87, que lhe garantiu a vitória por 13,54 pontos. Heitor passou em segundo e Luan Carvalho e Yuri Gonçalves foram eliminados.

 

Alex Ribeiro (SP) (Foto: Ricardo Malaver)

“Estou amarradão de estar aqui neste evento. Estou confiante, a prancha está boa e tem altas ondas aqui em Señoritas”, elogiou Alex Ribeiro. “Espero continuar com sorte de pegar ondas boas nas baterias e seguir avançando, pois pretendo vencer aqui amanhã (domingo) para alcançar a segunda posição no ranking. Eu já ganhei um QS 6000 na Austrália e espero continuar fazendo bons resultados nesses campeonatos importantes. Eu poderia até nem vir para cá. Se fosse outro lugar talvez nem iria, mas como é aqui no Peru, perto de casa, um lugar com altas ondas como Señoritas, então optei por vir para tentar aumentar a pontuação”. 

Ricardo Cruzado (PER) (Foto: Ricardo Malaver)

ESPERANÇA PERUANA – No confronto seguinte, a torcida que lotou a praia de Señoritas no sábado, torceu bastante para os dois últimos peruanos que competiram juntos na mesma bateria. Carlo Zapata vinha invicto desde o primeiro dia e escolheu bem sua primeira onda, soltando as manobras para começar forte com nota 8,0. Ela praticamente decidiu sua classificação e no final o francês Gatien Delahaye lhe tirou a vitória. O outro peruano, Ricardo Cruzado, ficou em terceiro lugar e o brasileiro Krystian Kymerson em último.

“Estou muito contente. A adrenalina tá lá em cima e estou bem confiante no meu surfe, no meu equipamento e muito feliz com toda essa torcida lotando a praia hoje”, disse Carlo Mario Zapata, que não disputava uma etapa do QS desde 2013. “Quem sabe eu volto agora a correr o Circuito Mundial, nunca se sabe. Começar bem a bateria foi muito importante, porque o mar está bem difícil e isso me deu confiança para ficar mais tranquilo. Eu não consegui uma segunda nota boa, mas é muito incrível ser o único peruano no último dia do evento. Não sei nem o que dizer, só que estou muito contente com tudo”.

Marcos Correa (SP) (Foto: Ricardo Malaver)

BRASIL X FRANÇA – A bateria seguinte foi um confronto direto entre Brasil x França e Marc Lacomare bateu todos os recordes com uma apresentação incrível na melhor onda surfada em Señoritas. Ele atacou forte uma esquerda, destruiu a onda e os juízes premiaram com nota 9,43, a maior do QS 3000 do Peru. Lacomare já havia começado bem com 7,17 e totalizou 16,60 pontos. O paulista Marcos Correa também surfou uma onda boa nota 7,10 para passar em segundo, barrando o cabeça de chave número 1 do Claro Open Pro – Copa Tubos, Bino Lopes, eliminado junto com o outro francês, Tristan Guilbaud.

Marc Lacomare (FRA) (Foto: Ricardo Malaver)

“Estou muito feliz, mas exausto (risos)”, disse Marc Lacomare. “Foram muitas baterias hoje (sábado) e eu estava muito cansado nessa última agora, mas tive sorte e me senti em sintonia total com o mar. É sempre muito gratificante quando tem ondas de verdade durante um evento. Isso é incrível. Sinto que eu sei o que preciso fazer na onda e acho que esse pointibreak de Señoritas combina muito com o meu estilo de surfar. No ano passado, acabei me afastando um pouco das competições porque estava cansado de competir em ondas pequenas. Mas, agora voltei renovado e meu objetivo é conseguir vaga nos QS 10000 do fim do ano no Havaí”.

Ian Gouveia (PE) (Foto: Ricardo Malaver)

A última bateria do sábado foi vencida pelo pernambucano Ian Gouveia, que fez parte da elite do CT até o ano passado. Eram três brasileiros na bateria, mas o costa-ricense Carlos Munoz conseguiu achar boas ondas para despachar o catarinense Luan Wood e o paulista Samuel Pupo. No sábado, foram realizadas vinte baterias em alto nível para definir os oito finalistas, com todos os recordes da semana sendo batidos no decorrer do dia.

NOVOS RECORDES – O paulista Marcos Correa foi o primeiro a superar as marcas dos três primeiros dias, com a nota 8,83 e os 15,26 pontos que totalizou em sua estreia na quarta fase. Na rodada seguinte, o francês Gatien Delahaye aumentou o maior placar do campeonato para 15,87, somando notas 8,00 e 7,87 na bateria que o destaque da sexta-feira, Alex Ribeiro, passou em segundo lugar. Só que outro francês, Marc Lacomare, se tornou o recordista absoluto com nota 9,43 na melhor apresentação da semana em Señoritas, para vencer por 16,60 pontos a terceira classificatória para as quartas de final.

Gabriel Villaran (PER) (Foto: Ricardo Malaver)

Dos 138 surfistas de 18 países que foram competir no primeiro evento com status QS 3000 da história no Peru, 48 representantes de onze nações chegaram no sábado, 32 deles nas oito baterias restantes da quarta fase e 16 que já haviam passado para o rounde 5 na sexta-feira. O único norte-americano caiu na quarta fase e na quinta mais seis países saíram da briga do título, Chile, Argentina, Havaí, Inglaterra, Japão e México.

Restaram então dezesseis competidores de apenas quatro países na última rodada do dia, que definiu os classificados para as quartas de final, Brasil, Peru, França e Costa Rica. Os brasileiros eram maioria entre os inscritos e mantiveram esse status, com dez passando para a fase dos 16 melhores e quatro para o domingo decisivo do Claro Open Pro – Copa Tubos QS 3000.

Gatien Delahaye (FRA) (Foto: Ricardo Malaver)

INKA TEAM – O Peru tinha o segundo maior número de participantes, porém dos nove que chegaram no sábado, apenas Carlo Zapata e Ricardo Cruzado avançaram para disputar vagas para as quartas de final. Os favoritos Miguel Tudela, Lucca Mesinas, Cristobal de Col e Gabriel Villaran, ficaram pelo caminho no sábado. Os dois últimos representantes do “Inka Team” acabaram competindo juntos na mesma bateria e só Carlo Zapata passou para o domingo.

O Claro Open Pro – Copa Tubos QS 3000 é a segunda etapa promovida pela WSL South America esse ano e a 17.a válida pelo circuito mundial do WSL Qualifying Series. A competição está sendo transmitida ao vivo de Punta Hermosa pelo www.worldsurfleague.com e a primeira chamada do sábado será às 8h45 no Peru, 10h45 no fuso horário de Brasília.


SOBRE A WORLD SURF LEAGUE – A World Surf League (WSL) tem como objetivo celebrar o melhor surfe do mundo nas melhores ondas do mundo, através das melhores plataformas de audiência. A Liga Mundial de Surf, com sede em Santa Mônica, na Califórnia, atua em todo o globo terrestre, com escritórios regionais na Austrália, África, América do Norte, América do Sul, Havaí, Europa e Japão.

A WSL vem realizando os melhores campeonatos do mundo desde 1976, realizando mais de 180 eventos globais que definem os campeões mundiais masculino e feminino no Championship Tour, além do Big Wave Tour, Qualifying Series e das categorias Junior e Longboard, bem como o WSL Big Wave Awards. A Liga tem especial atenção para a rica herança do esporte, promovendo a progressão, inovação e desempenho nos mais altos níveis, para coroar os campeões de todas as divisões do Circuito Mundial.

Os principais campeonatos de surf do mundo são transmitidos ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pelo aplicativo grátis WSL app. A WSL tem uma enorme legião de fãs apaixonados pelo surf em todo o mundo, que acompanham ao vivo as apresentações de grandes estrelas, como Tyler Wright, John John Florence, Paige Alms, Kai Lenny, Taylor Jensen, Honolua Blomfield, Mick Fanning, Stephanie Gilmore, Kelly Slater, Carissa Moore, Gabriel Medina, Courtney Conlogue, entre outros, competindo no campo de jogo mais imprevisível e dinâmico entre todos os esportes no mundo.

Para mais informações, visite o WorldSurfLeague.com.

QUARTAS DE FINAL DO CLARO OPEN PRO – COPA TUBOS QS 3000:

1.a: Alex Ribeiro (BRA) x Carlo Zapata (PER)

2.a: Heitor Alves (BRA) x Gatien Delahaye (FRA)

3.a: Marc Lacomare (FRA) x Carlos Muñoz (CRI)

4.a: Ian Gouveia (BRA) x Marcos Correa (BRA)

RESULTADOS DO SÁBADO EM PUNTA HERMOSA:

SEXTA FASE COM OS 16 MELHORES – 1.o e 2.o=Quartas de Final:

———-3.o=9.o lugar (US$ 1.250 e 900 pts) e 4.o=13.o lugar (US$ 950 e 840 pts):

1.a: 1-Alex Ribeiro (BRA), 2-Heitor Alves (BRA), 3-Luan Carvalho (BRA), 4-Yuri Gonçalves (BRA)

2.a: 1-Gatien Delahaye (FRA), 2-Carlo Zapata (PER), 3-Ricardo Cruzado (PER), 4-Krystian Kymerson (BRA)

3.a: 1-Marc Lacomare (FRA), 2-Marcos Correa (BRA), 3-Bino Lopes (BRA), 4-Tristan Guilbaud (FRA)

4.a: 1-Ian Gouveia (BRA), 2-Carlos Munoz (CRI), 3-Luan Wood (BRA), 4-Samuel Pupo (BRA)

QUINTA FASE – 3.o=17.o lugar (US$ 700 e 600 pts) e 4.o=25.o lugar (US$ 600 e 555 pts):

1.a: 1-Heitor Alves (BRA), 2-Carlo Zapata (PER), 3-Lucas Silveira (BRA), 4-Miguel Tudela (PER)

2.a: 1-Yuri Gonçalves (BRA), 2-Krystian Kymerson (BRA), 3-João Chianca (BRA), 4-Cristobal de Col (PER)

3.a: 1-Ricardo Cruzado (PER), 2-Luan Carvalho (BRA), 3-Leandro Usuña (ARG), 4-Noe Mar McGonagle (CRI)

4.a: 1-Gatien Delahaye (FRA), 2-Alex Ribeiro (BRA), 3-Wesley Leite (BRA), 4-Jhonny Corzo (MEX)

5.a: 1-Marcos Correa (BRA), 2-Carlos Munoz (CRI), 3-Igor Moraes (BRA), 4-Luke Dillon (ING)

6.a: 1-Marc Lacomare (FRA), 2-Luan Wood (BRA), 3-Lucca Mesinas (PER), 4-Manuel Selman (CHL)

7.a: 1-Ian Gouveia (BRA), 2-Tristan Guilbaud (FRA), 3-Facundo Arreyes (ARG), 4-Takuto Ohta (JPN)

8.a: 1-Samuel Pupo (BRA), 2-Bino Lopes (BRA), 3-Ian Gentil (HAV), 4-Vitor Mendes (BRA)

QUARTA FASE – 3.o=33.o lugar (US$ 550 e 360 pts) e 4.o=49.o lugar (US$ 450 e 330 pts):

——–baterias que abriram o sábado:

9.a: 1-Carlos Munoz (CRI), 2-Marc Lacomare (FRA), 3-Jhonny Guerrero (PER), 4-Joaquin del Castillo (PER)

10: 1-Marcos Correa (BRA), 2-Manuel Selman (CHL), 3-Thiago Guimarães (BRA), 4-Thiago Camarão (BRA)

11: 1-Lucca Mesinas (PER), 2-Luke Dillon (ING), 3-Kim Matheus (BRA), 4-Guillermo Satt (CHL)

12: 1-Luan Wood (BRA), 2-Igor Moraes (BRA), 3-Renan Peres (BRA), 4-Jeronimo Vargas (BRA)

13: 1-Ian Gouveia (BRA), 2-Ian Gentil (HAV), 3-José Gundesen (ARG), 4-Ben Coffey (EUA)

14: 1-Takuto Ohta (JPN), 2-Vitor Mendes (BRA), 3-Tomas Tudela (PER), 4-Maximiliano Cross (CHL)

15: 1-Samuel Pupo (BRA), 2-Tristan Guilbaud (FRA), 3-Mateus Sena (BRA), 4-Pedro Neves (BRA)

16: 1-Bino Lopes (BRA), 2-Facundo Arreyes (ARG), 3-Daniel Templar (BRA), 4-Gabriel Villaran (PER)

——–resultados da sexta-feira:

1.a: 1-Heitor Alves (BRA), 2-Krystian Kymerson (BRA), 3-Alonso Correa (PER), 4-Kaiki Yamanaka (JPN)

2.a: 1-Carlo Zapata (PER), 2-Yuri Gonçalves (BRA), 3-Nomme Mignot (FRA), 4-Shaun Burns (EUA)

3.a: 1-Cristobal de Col (PER), 2-Lucas Silveira (BRA), 3-Kauê Germano (BRA), 4-Adrian Garcia (PER)

4.a: 1-João Chianca (BRA), 2-Miguel Tudela (PER), 3-Anthony Fillingim (CRI), 4-Cole Houshmand (EUA)

5.a: 1-Noe Mar McGonagle (CRI), 2-Wesley Leite (BRA), 3-Lucas Vicente (BRA), 4-Aldo Chirinos (CRI)

6.a: 1-Luan Carvalho (BRA), 2-Gatien Delahaye (FRA), 3-Juninho Urcia (PER), 4-Makai McNamara (HAV)

7.a: 1-Jhonny Corzo (MEX), 2-Leandro Usuna (ARG), 3-Stevie Pittman (EUA), 4-Ruben Vitoria (ESP)

8.a: 1-Alex Ribeiro (BRA), 2-Ricardo Cruzado (PER), 3-Jake Elkington (AFR), 4-Brian Perez (SLV)


Créditos Fotografia: Ricardo Malaver


Divulgação por: João Carvalho WSL South America Media Manager

www.worldsurfleague.com

(Visited 47 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.