Filipe e Michael são o Brasil nas quartas de final em Bali

Filipe e Michael são o Brasil nas quartas de final em Bali

Filipe Toledo fez os recordes do dia novamente na segunda-feira e Michael Rodrigues despachou o vice-campeão mundial Julian Wilson na primeira oitava de final do Corona Bali Protected

Filipe Toledo (SP) (Matt Dunbar / WSL via Getty Images)
Filipe Toledo (SP) (Matt Dunbar / WSL via Getty Images)

O paulista Filipe Toledo e o cearense Michael Rodrigues são a esperança do bicampeonato do Brasil no Corona Bali Protected na Indonésia. No ano passado, o campeão foi o potiguar Italo Ferreira, que já perdeu na terceira fase no evento marcado por muitas “zebras”. Dos surfistas que estavam entre os top-10 do ranking, só restaram Filipe Toledo, Kolohe Andino e Kanoa Igarashi. Na segunda-feira de boas ondas de 4-6 pés em Keramas, Michael despachou o vice-campeão mundial Julian Wilson e vai disputar a primeira vaga para as semifinais com outro australiano, Wade Carmichael. Já Filipe vem confirmando o favoritismo fazendo os recordes de cada dia e seu próximo adversário é o onze vezes campeão mundial Kelly Slater.

Na segunda-feira, Filipe mostrou toda a versatilidade do seu surfe progressivo, usando algumas armas do seu vasto repertório de manobras modernas e inovadoras nas direitas perfeitas de Keramas. Em uma delas, atacou forte os pontos críticos da onda e completou dois aéreos para arrancar a maior nota do dia, 8,60.

A seguinte foi boa também e valeu 7,33 para fazer a maior somatória da segunda-feira, 15,93 pontos contra 13,47 do australiano Ryan Callinan. Os dois tinham chances de tirar a lycra amarela do Jeep Leaderboard do havaiano John John Florence em Bali e Filipe consegue isso se chegar na final, ou seja, tem que passar por Kelly Slater e depois pelas semifinais.

“Estou muito feliz por ter passado para a próxima fase, pois tenho uma grande oportunidade para chegar na primeira posição do ranking aqui”, disse Filipe Toledo. “As ondas estavam muito boas hoje (segunda-feira), lisinhas, minhas pranchas estão boas também e estou me sentindo muito bem. Minha família está aqui comigo, alguns amigos de Ubatuba também e vamos em frente para a próxima”.

Michael Rodrigues (CE) (Damea Dorsey / WSL via Getty Images)
Michael Rodrigues (CE) (Damea Dorsey / WSL via Getty Images)

Antes de Filipe derrotar o australiano Ryan Callinan, o cearense Michael Rodrigues já tinha passado pelo vice-campeão mundial Julian Wilson na bateria que abriu as oitavas de final. Ele não deu qualquer chance para o australiano e confirmou a vitória com a nota 7,00 da sua última onda. Com ela, fechou o placar com uma larga vantagem de 13,67 a 6,77 pontos.

“O Julian (Wilson) é um dos meus surfistas favoritos, então era uma bateria muito importante para mim e estou feliz por conseguir vencê-lo aqui”, disse Michael Rodrigues. “Estou me sentindo muito bem nessas ondas e é muito bom voltar a disputar as quartas de final. Eu estou me divertindo bastante aqui em Bali, surfando, comendo bem, com meus amigos, então está tudo muito bom. Eu procurei fazer o meu trabalho bem feito hoje (segunda-feira) e estou feliz por continuar no evento”.

Michael Rodrigues agora vai enfrentar outro australiano na abertura das quartas de final, Wade Carmichael, que fez uma grande apresentação contra o francês Joan Duru na segunda-feira. Ele somou notas 8,50 e 7,00 na vitória por 15,50 a 13,87 pontos sobre o algoz do atual líder do ranking, John John Florence. Esta foi uma das muitas “zebras” da etapa da Indonésia e a segunda-feira já começou assim, com o italiano Leonardo Fioravanti derrotando o bicampeão mundial Gabriel Medina por 12,73 a 11,00 pontos no primeiro duelo do dia.

Jessé Mendes (SP) (Damea Dorsey / WSL via Getty Images)
Jessé Mendes (SP) (Damea Dorsey / WSL via Getty Images)

ZEBRAS EM BALI – Medina tinha chances matemáticas de assumir a liderança na corrida pelo título mundial de 2019 em Bali, porém terminou em 17.o lugar e já caiu da quinta para a oitava posição no ranking. Ainda pelas baterias restantes da terceira fase que ficaram para abrir a segunda-feira, outra grande surpresa foi a vitória do brasileiro Jessé Mendes sobre o número 3 do Jeep Leaderboard, Jordy Smith, na disputa pela última vaga para as oitavas de final.

O paulista despachou o sul-africano por 11,20 a 10,33, mas depois não conseguiu achar boas ondas no último confronto do dia, sendo eliminado por uma grande diferença de 15,66 a 5,86 por Kanoa Igarashi. O japonês já tinha surfado muito bem nas direitas de Keramas contra o paranaense Peterson Crisanto pela manhã, derrotando-o por 13,90 a 7,60 pontos.

Nas oitavas de final, além da vitória de Michael Rodrigues sobre o vice-campeão mundial Julian Wilson, outro resultado que pode se considerar como “zebra” no momento, foi o do Kelly Slater contra o taitiano Michel Bourez, vice-campeão do Corona Bali Protected na final do ano passado com o potiguar Italo Ferreira. Foi por pouco, 14,46 a 14,27 pontos para o onze vezes campeão mundial, que vai enfrentar Filipe Toledo nas quartas de final.

O Corona Bali Protected está sendo transmitido ao vivo de Keramas pelo www.worldsurfleague.com e pelo Facebook e pelo aplicativo da World Surf League. A primeira chamada da terça-feira será as 7h00 na Indonésia, 20h00 da segunda-feira no Brasil.



Divulgação por: João Carvalho WSL South America Media Manager

www.worldsurfleague.com

(Visited 17 times, 1 visits today)
E ai gostou? Então nos ajude divulgando nosso trabalho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.