Grande responsável pela organização do Circuito Brasileiro de Surf Feminino, “Tia Eliane” é homenageada por Guigui, Suelen e Natali Paola na premiação

Grande responsável pela organização do Circuito Brasileiro de Surf Feminino,

“Tia Eliane” é homenageada por Guigui, Suelen e Natali Paola na premiação

EVENTO DEFINIU AS CAMPEÃS BRASILEIRAS DA ABRASP NA PRO-ADULTO E PRO-JÚNIOR

Desde que iniciaram suas carreiras, Wiggolly Dantas, Suelen Naraísa e Weslley Dantas sempre tiveram o apoio incondicional da mãe, Dona Eliane. Quando Guigui decidiu criar o campeonato exclusivo para a categoria feminina foi ela quem assumiu a frente da organização, correndo atrás de cada detalhe, para que o evento se tornasse um grande sucesso.

Após cinco anos, a competição ganhou força, se tornou referência, atraindo até atletas do exterior, e nesta temporada contou com três etapas, sempre tendo a “incansável” Eliane correndo atrás de tudo. Por tudo isso, Guigui, Suelen e a prima Natali Paola, que atua diretamente no evento, prestaram uma homenagem durante a premiação. O momento foi de emoção e muitas lágrimas de todos os presentes na cerimônia.

Ao ser chamada, escutou da sobrinha Natali o depoimento em nomes dos três: “Você é uma das mulheres mais guerreiras que eu já conheci, não sei de onde você consegue tirar tanta força e suportar tantas coisas. Você não imagina o quanto a admiro e respeito. Chegou até aqui pela própria determinação e força de vontade. São mulheres assim, como você, que conquistaram o mundo. Parabéns por estar aqui como uma vitoriosa e por ser essa pessoa incrivelmente generosa e revestida de compaixão. Amamos você, Natali, Suelen e Guigui”, finalizou.

Tia Eliane, como é conhecida, foi pega de surpresa e não escondeu a satisfação pela homenagem. “Foi muito gratificante, emocionante. Eu quase infarto. Não esperava. Eu pedi que homenageassem todos que nos ajudaram, mas eu nem pensava. Fico mais nos bastidores”, vibrou Eliane.

Ela lembrou que realizar, pela primeira vez, três etapas, foi um desafio a mais. “A primeira foi dureza. Foi tudo por amor às meninas, às famílias. Muitas vezes bambiei, mas ver o sorriso das meninas da praia e agradecendo a realização do campeonato, não tem dinheiro que pague”, contou.

Também agradeceu o convênio firmado entre a União, por intermédio da Secretaria Especial do Esporte, do Ministério da Cidadania, e a Prefeitura Municipal de Ubatuba, que viabilizou as duas disputas seguintes. “Tiro do bolso para fazer, mas foi gratificante mesmo. É muito bom poder tentar ajudar. Se cada um fizesse um pouquinho, o surf feminino estaria muito bem, mas eu acredito que um dia vai acontecer”, destaca. “Deus me dê muita saúde para seguirmos em 2020”, completou.

Guigui também fez questão de enaltecer o apoio da mãe e também do pai durante toda a carreira e, claro, no evento desde a ideia inicial. “Eles são muito importantes até hoje. Tudo que faço, todas as decisões são com eles. Acreditam no meu surf, me botando para cima. É muito importante ter uma família que apoia o surf, vive o surf”, elogiou.

“Fico muito feliz e só tenho de agradecer. Mesmo não surfando, ela entende muito”, reforçou. “E no evento, quando falei que ia fazer, ela foi a primeira a topar, dizer que era bom, que valia a pena. Apoiou e disse: se é seu sonho, vamos fazer acontecer. Ela é meu braço direito, resolve tudo e quando faz, é 200%”, acrescentou.

O Circuito Brasileiro de Surf Feminino 2019 definiu as campeãs brasileiras 2019 da Associação Brasileira de Surf Profissional (Abrasp) nas categorias pro-adulto, com Camila Cássia sendo bicampeã “em casa”, e pro-júnior, com a carioca Júlia Duarte. Foram R$ 20 mil de premiação em cada etapa. A competição também deu atenção ao longboard e disputas de base, na sub16, sub14, sub12 e sub10, atraindo até atletas do Peru, Argentina e Havaí.

Idealizado pelo surfista Wiggolly Dantas, o Circuito Brasileiro de Surf Feminino em Ubatuba foi resultado de convênio firmado entre a União, por intermédio da Secretaria Especial do Esporte, do Ministério da Cidadania, e a Prefeitura Municipal de Ubatuba. Patrocínios da Wizard by Pearson, Radical Times, Ubadesklimp e Ubasurf Motors, com apoios da Banana Wax, Padaria Itamambuca, Gangster e Quiosque Tia Albertina, Dantas e ONG Esmeralda. Colaboração: Fisioterapia Sérgio Neri, Pono Beachwear, Gigi Watery, Silva Indaiá Supermercado, Floricultura Rosa de Sarom, Pizzaria São Paulo, Lazybbag, EaD Unitau, Byrne e Firma. Divulgação: Waves e FMA Notícias. Supervisão técnica da Associação Brasileira de Surf Profissional (Abrasp), Federação Paulista de Surf e Associação Ubatuba de Surf (AUS).

RANKING ABRASP PROFISSIONAL 2019

1 Camila Cássia – SP – 12.700 pontos

2 Yanca Costa – RJ – 11.391

3 Taís de Almeida – RJ – 9.540

4 Monik Santos – PE – 9.500

5 Karol Ribeiro – RJ – 9.410

6 Larissa dos Santos – CE – 8.790

7 Júlia Duarte – RJ – 8.595

8 Kayane Reis – RJ – 8.492

9 Luana Coutinho – SP – 8.192

10 Jéssica Bianca – PR – 7.026

11 Açucena Vaz – SP – 6.940

12 Maju Freitas – RJ – 6.346

13 Vidda Cavalcante – AL – 6.070

14 Suelen Naraísa – SP – 5.799

15 Gabriela Teixeira – RJ – 5.787

16 Monika Takaki – RJ – 5.633

RANKING ABRASP PRO-JÚNIOR 2019

1 Júlia Duarte – RJ – 2.220

2 Mariana Areno – RJ – 2.100

3 Rafaella Teixeira – SP – 1.898

4 Maju Freitas – RJ – 1.888

5 Kiany Hyakutake – SC – 1.666

6 Yasmin Neves – SP – 1.626

7 Nairê Marquez – SP – 1.606

8 Laura Agnes – SP – 1.404


Créditos Fotográficos: DANIEL SMORIGO

Divulgação e créditos por: FMA NOTÍCIAS – Fábio MaradeiFábio Maradei Notícias

(Visited 4 times, 1 visits today)
E ai gostou? Então nos ajude divulgando nosso trabalho
RSS
Receba nossa newsletter
Facebook
Facebook
Twitter
Visit Us
YouTube
Instagram

Adriel

Gerente Surfbrazukas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.