Mais um brasileiro avança no Mundial Junior em Taiwan

Mais um brasileiro avança no Mundial Junior em Taiwan

Eduardo Motta passou pela repescagem, mas o peruano Raul Dañino e a argentina Catalina Mercere perderam na primeira rodada eliminatória do Taiwan Open of Surfing na terça-feira

Mais um brasileiro avançou para a terceira fase do Taiwan Open of Surfing, com o paulista Eduardo Motta aproveitando a segunda chance de classificação para seguir na briga pelo título mundial Pro Junior da World Surf League. Mas, o time sul-americano sofreu duas baixas na terça-feira de boas ondas de 3-4 pés em Jinzun Harbour, com o peruano Raul Dañino e a argentina Catalina Mercere perdendo na primeira rodada eliminatória do evento que prossegue até domingo em Taitung, na Ilha Taiwan.

Catalina Mercere ARG por Tim Hain
Catalina Mercere ARG por Tim Hain

A repescagem feminina foi completada na terça-feira, mas restaram quatro baterias para fechar a masculina, que ficaram para abrir o próximo dia. A primeira chamada para o nono confronto será as 7h00 da quarta-feira em Taiwan, 21h00 da terça-feira no horário de verão do Brasil. Nessas baterias está outro integrante do time sul-americano, o peruano Jhonny Guerrero, que vai disputar a penúltima vaga para a terceira fase com o sul-africano Eli Beukes.

Assim como na segunda-feira, as meninas abriram o segundo dia do Taiwan Open of Surfing e a argentina Catalina Mercere até surfou bem, conseguindo notas 6,57 e 5,60 em suas melhores ondas. No entanto, a norte-americana Samantha Sibley foi melhor ainda e fez os recordes do dia, nota 9,00 e 16,67 pontos contra 12,17 da argentina, que terminou em 13.o lugar no ranking mundial Pro Junior de 2018 da World Surf League.

Agora, a peruana Sol Aguirre é a única esperança para a conquista de um inédito título mundial feminino da América do Sul na história da categoria para surfistas com até 18 anos de idade. A atual bicampeã sul-americana da WSL South America, vai disputar as duas primeiras vagas para as quartas de final com a havaiana Gabriela Bryan e a algoz de Catalina Mercere e recordista da terça-feira em Jinzun Harbour, Samantha Sibley, dos Estados Unidos.

Eduardo Motta SP foto por Tim Hain
Eduardo Motta SP foto por Tim Hain

Entre os homens, três brasileiros seguem na tentativa de aumentar para oito o recorde de títulos mundiais verde-amarelos na história da categoria Pro Junior na World Surf League. Samuel Pupo e Mateus Herdy estrearam com vitórias na segunda-feira e passaram direto para a terceira fase. E na terça-feira, Eduardo Motta surfou uma onda muito boa que valeu nota 8,17 para despachar o havaiano Kalani Rivero por 14,84 a 9,03 pontos.

O paulista aproveitou a segunda chance de classificação para a terceira fase, mas o peruano Raul Dañino perdeu sua segunda bateria seguida em Taiwan e terminou em 25.o lugar no ranking mundial Pro Junior de 2018. Ele disputou o segundo duelo da repescagem na terça-feira e quase consegue a vitória na última onda. Mas, a nota 4,57 recebida foi insuficiente para virar o placar, encerrado em 10,17 a 9,97 pontos para o norte-americano Cole Houshmand.


Divulgação por: João Carvalho WSL South America Media Manager

www.worldsurfleague.com

(Visited 21 times, 1 visits today)
E ai gostou? Então nos ajude divulgando nosso trabalho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.